• Bem-vindo a PMF Usinagem e Ferramentaria, temos mais de 10 anos de experiência.
  • contato@pmfusinagem.com.br
  • 11 4513-7738

Qual é o óleo de corte recomendado para a usinagem em alumínio?

  • Home / Qual é o óleo de corte recomendado para a usinagem em alumínio?

Qual é o óleo de corte recomendado para a usinagem em alumínio?

A função básica do fluído de corte ou óleo de corte é a de refrigerar a operação. Há operações que podem ser executadas sem refrigeração, mas normalmente elas são melhoradas com a utilização de um fluído refrigerante. Deve se ressaltar que o processo de usinagem sem o uso do fluido de corte implicaria em uma produção bem menor do que é possível ser feito.

Na operação de usinagem normalmente utiliza-se lubrificantes líquidos. O uso de fluido refrigerante, no caso o óleo de corte, tem como principais benefícios, o aumento da vida útil do ferramental, da melhoria do acabamento da superfície do metal, da redução do consumo de energia, além de propiciar uma maior velocidade de corte e conseqüentemente, uma redução no tempo da operação.

Outras funções secundárias dos fluidos de corte também desejadas são as de remover os cavacos pela ação da lavagem, as de proteger contra a corrosão a peça, a ferramenta de corte e o maquinário; além de lubrificar as guias e barramentos.

Um bom óleo de corte tem que ter boas características de desempenho quando exigido, como uma boa capacidade de absorver o calor, não manchar a peça a ser trabalhada, não possuir odor desagradável, ser resistente à oxidação, manter-se estável durante a operação e/ou quando armazenado após o trabalho, além de possuir uma transparência adequada para que o operador possa visualizar a operação de usinagem

Nas operações de usinagem de alumínio, pode se utilizar os óleos de corte integrais sem qualquer problema. São indicados para esta aplicação, os óleos de base parafínica de baixa viscosidade, que devem possuir uma viscosidade cinemática à 40ºC próxima de 10 centistokes (cSt). Estes óleos parafínicos necessitam apresentar uma tensão superficial correta, para assim permitir uma fácil decantação das partículas provenientes da operação. Ao mesmo tempo, estes óleos parafínicos necessitam ter um ponto de fulgor elevado para diminuir a perda do óleo de corte por evaporação, e com isso, gerar um menor consumo.

A aplicação do óleo de cote integral deve ser direta, através de tubeiras direcionadas para a região do corte, próximo à região de fixação da ferramenta de corte, aumentando assim a durabilidade da ferramenta e propiciando um excelente acabamento.

Leave Comments

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.